Bitcoin pode se tornar moeda interplanetária com internet quântica, entenda

Tempos atrás, Peter Schiff,  um entusiasta do ouro, realizou uma série de tweets direcionados ao CEO da Tesla, Elon Musk, afirmando que o metal seria a opção mais lógica para o comércio interplanetário com outras espécies, e que o Bitcoin seria inútil para essa finalidade.

As ideias de Peter se baseiam no princípio de que muito provavelmente o ouro é usado como reserva de valor em outras partes do universo devido a sua escassez observada ao menos em nosso sistema solar.

Contudo, o desenvolvimento das redes quânticas de comunicação podem fazer com que o Bitcoin se torne de fato uma moeda interplanetária ou intergalática, ou mesmo que possamos realizar comércio com outra criptomoeda padrão em nosso universo.

Nesse sentido, o Bitcoin poderia também continuar a ser utilizado em Marte, que muito provavelmente abrigará a primeira colônia humana fora da terra.

Como isso é possível?

O emaranhamento quântico, um estranho fenômeno físico chamado por Albert Einstein de “ação fantasmagórica à distância”, é o responsável por proporcionar uma comunicação altamente segura em velocidades que superam a própria luz.

A ideia consiste em entrelaçar quanticamente duas partículas que podem ser separadas a grandes distâncias, de modo que a interação com uma delas provocará uma reação instantânea na outra sem qualquer tipo de atraso.

Para entender melhor esse fenômeno confira o vídeo do canal Ciência Todo Dia.

A comunicação quântica já é uma realidade. Em 2018 um grupo de cientistas chineses conseguiu realizar a comunicação a uma distância de 50 km, estabelecendo um novo recorde para a ciência.

Contudo, segundo Xiao-Hui Bao, chefe da equipe de cientistas chineses, “ainda há um longo caminho a percorrer para que um repetidor quântico funcione em situações reais de longa distância.”

Mas outros cientistas estimam que estamos a cerca de uma década para que esse tipo de comunicação se torne possível.

“As nuvens atômicas ainda não mantêm seus estados quânticos por tempo suficiente para permitir a ligação múltipla necessária em um repetidor quântico. Nosso grupo está trabalhando nisso, mas acho que uma verdadeira rede de internet quântica está a pelo menos uma década de distância.” – Afirmou o físico Jian-Wei Pan.

Dessa forma, poderemos estabelecer a comunicação interplanetária, permitindo que os nós da rede Bitcoin operem a maior rede monetária descentralizada da Terra, e quem sabe algum dia, do universo.

Mas e o ouro?

De fato, o metal precioso foi de grande importância para o desenvolvimento econômico da humanidade. Porém, ele pode não ser uma boa opção para o comércio interplanetário. Nada garante que o metal não seja abundante em outras partes do nosso universo.

É possível ainda que espécies mais desenvolvidas consigam sintetizar ouro em laboratório, algo que já é possível com a tecnologia humana, porém a um custo elevado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.