UFC fecha maior parceria da história com empresa de criptomoedas

Mais de R$ 850 milhões

O UFC, maior franquia de MMA do mundo, fechou uma parceria com a Crypto.com. A empresa, que recentemente patrocinou a Fórmula 1, fechou um acordo de US$ 175 milhões com o UFC.

O valor ultrapassa os R$ 850 milhões e é o maior patrocínio do UFC da história. O contrato tem vigência de dez anos, e consiste na aparição da Crypto.com no uniforme de todo lutador do UFC.

Criptomoedas e UFC

Segundo o Sportico, a parceria é a mais recente entre uma empresa de criptomoedas e uma entidade do meio esportivo. Miami Heat e FTX, por exemplo, é outra parceria recente entre empresas dos dois ramos.

Lawrence Epstein, COO do UFC, negou comentários sobre detalhes envolvendo o acordo. Contudo, afirmou que há alguns anos, uma parceria como essa “nunca estaria no radar”.

Além disso, foi revelado que a Crypto.com se comprometeu a trabalhar individualmente com atletas do UFC. Esta modalidade não é incomum, uma vez que atletas como Amanda Nunes e Rose Namajunas já recebem este tipo de tratamento.

O plano é ambicioso. Atualmente, a Crypto.com conta com 10 milhões de usuários ao redor do mundo e, aparentemente, espera aumentar consideravelmente este número.

A presença da marca não estará apenas nos uniformes, como também no octógono, nas roupas dos integrantes das equipes dos lutadores e em todos as transmissões e divulgações do UFC.

Em março deste ano, o UFC tinha fechado até então sua maior oferta de patrocínio. O DraftKings investiu cerca de R$ 500 milhões em patrocínio, vinculando sua marca ao UFC.

Dentre as associações esportivas, o UFC é uma das poucas que voltou a abrir seus eventos. Neste fim de semana, será a quarta edição da franquia de MMA com 100% da capacidade preenchida.

Não é a primeira vez

Esta não é, entretanto, a primeira vez que criptomoedas e UFC se relacionam. A Fundação Litecoin já patrocinou edições do UFC no passado.

A mais recente ocorreu em dezembro de 2020, com a Fundação estampando a marca da Litecoin no último evento do ano.

De qualquer forma, as parcerias eram pontuais em edições específicas, diferente do atual contrato entre Crypto.com e UFC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.