O Ethereum pode estar prestes a explodir, afirma analista Nicholas Merten

Por João Victor

O analista do mercado de criptomoedas, Nicholas Merten, afirmou que a Ethereum está se preparando para explodir em uma nova fase de alta do mercado.

Em uma nova análise, Merten observa a taxa de domínio de mercado da Ethereum que, segundo ele, está prestes a explodir, uma vez que ameaça romper uma área de resistência crucial.

“Mesmo com uma variedade de outras criptomoedas agora que Ethereum tem que competir com, ou ultrapassar para manter a participação no mercado, geralmente tem se mantido em uma faixa de resistência que vimos aqui entre março e maio de 2017, em torno da faixa de 19% a 20% para o domínio do mercado.

E isso mostra que essa é uma métrica realmente crítica que precisamos observar… E esse é um grande nível psicológico porque, uma vez que rompemos essa faixa, escalamos todo o caminho até o domínio do mercado de 32%, um aumento de mais de 50% de participação no mercado. ”

Um aumento no domínio da Ethereum indicaria que a plataforma líder de contratos inteligentes está ganhando valor mais rápido do que outros criptoativos.

O analista também afirma que o EIP-1559 da Ethereum, a atualização muito esperada que tornaria a ETH uma moeda deflacionária, poderia impulsionar o mercado.

“[EIP-1559] no final do dia significará que teremos cada vez menos oferta e, de fato, com a política monetária da Ethereum, a forma como está funcionando atualmente, se houver atividade suficiente na rede, então ele poderia realmente transformar a ETH não apenas em um ativo que tem alguma forma de oferta fixa, mas também uma oferta verdadeiramente deflacionária, onde a ETH disponível no mercado começa a realmente diminuir em vez de aumentar, mesmo com recompensas de stake. E essa é uma dinâmica muito interessante aqui que temos que ter em mente. ”

De acordo com Merten, o mercado de alta ainda não acabou, sendo assim:

“Eu acho que Ethereum é uma aposta segura, já que entramos no mercado de alta aqui. A continuação das altcoins, à medida que avançamos para a onda secundária… Podemos muito bem ter esse shoot-up secundário como tivemos aqui em meados de 2017 ”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.