Baleias Bitcoin parecem estar com fome novamente, de acordo com dados on-Chain da CryptoQuant

Por Gabrieli Torres

As baleias moveram mais de US$222 milhões para plataformas centralizadas de comércio de criptomoedas depois que o preço do Bitcoin caiu de cerca de US$48.000 para US$44.700 até o momento.

De acordo com uma postagem compartilhada pela empresa de análise on-chain CryptoQuant, os grandes fluxos de Stablecoin para troca são típicos para “baleias e/ou entidades institucionais que esperam nas sombras para lucrar com os declínios locais”.

Como a Newsbtc relatou pela primeira vez, as baleias Bitcoin podem estar depositando seus fundos para aproveitar a queda nos preços. Notavelmente, dados de empresas de análise de blockchain mostraram que, à medida que o preço subia para mais de US$45.000, as baleias Bitcoin não estavam realizando lucros.

Baleias continuam acumulando

De acordo com Santiment, endereços de Bitcoin milionários segurando entre 100 e 10.000 BTC simplesmente continuam se acumulando, enquanto os dados do Glassnode apontavam para baleias e outros investidores adicionando mais BTC em suas carteiras em vez de vender conforme o preço subia.

As baleias Bitcoin têm aparentemente acumulado bilhões em BTC desde que a criptomoeda principal caiu de quase US$64.000, o máximo de todos os tempos, para US$30.000, antes de se recuperar. 

Nesse contexto, as mesmas são definidas como agrupamentos de endereços pertencentes a uma entidade com entre 1.000 e 10.000 BTC.

Esses movimentos parecem sugerir que as baleias veem o Bitcoin como uma opção de compra quando o preço da criptomoeda permanece abaixo da marca de US$45.000. Relatórios de gestores de investimentos institucionais sugerem que a demanda ainda existe da parte deles.

Vale destacar que quatro empresas revelaram recentemente que aumentaram sua exposição ao Bitcoin, comprando um total de 250.204 ações da Grayscale Bitcoin Trust (GBTC).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.