Investidores americanos estão propensos a comprar criptomoedas com cartão de crédito, revela estudo

Por: Arijit Sarkar

Dos 1.000 entrevistados, 21% planejam assumir dívidas para a compra de criptomoedas, enquanto mais de 20% decidiram usar suas economias bancárias ou refinanciar suas casas.

À medida em que o ecossistema de criptomoedas continua a amadurecer e se popularizar, um novo estudo sobre a geração do milênio mostrou uma mudança no sentimento do investidor e em seus hábitos de consumo.

Pesquisando 1.000 investidores americanos em criptomoedas, GamblersPick descobriu que o Millennial médio hoje detém um pouco mais de US $ 1.800 em criptoativos.

A pesquisa revela que 25% dos entrevistados compraram criptomoedas, usando cartões de crédito em vez de moeda fiduciária, e pegaram emprestado quase US $ 500 de bancos e famílias para formar sua carteira existente. Quando questionados sobre sua fonte para futuros investimentos em criptoativos, 21% dos pesquisadores revelaram seu plano de assumir dívidas de consumo, enquanto mais de 20% decidiram usar suas economias bancárias ou refinanciar suas casas.

Surpreendentemente, os baby boomers pegaram emprestado mais de US $ 4.000 em média para comprar criptomoedas. Comparado a isso, as gerações mais novas tomaram menos empréstimos para aprimorar suas carteiras de crptoativos.

As principais razões para manter criptomoedas são a possibilidade percebida de um aumento de preço e diversificação da carteira. Enquanto Elon Musk se destaca como a maior influência para os americanos pesquisados, os investidores também estão considerando as contribuições do investidor tradicional Warren Buffet e do proeminente músico / rapper Snoop Dogg.

Os Baby Boomers supostamente detêm a maior média de participações em criptomoedas, de quase US $ 2.000, e acreditam em saques somente após obter um lucro de 65%. Enquanto as mulheres, em geral, eram mais propensas a vender suas criptos para pagar despesas médicas, 31% da Geração Z e 17% dos Millennials estão mantendo suas opções em aberto sobre o pagamento de empréstimos estudantis com criptomoedas. Em média, os entrevistados pretendem manter criptos entre seis meses e cinco anos.

O Reddit atualmente é a plataforma ideal para a tomada de decisões relacionadas à criptomoedas. No entanto, a geração do milênio depende fortemente de fóruns online, Twitter e YouTube para orientação de investimento.

Um conjunto semelhante de pesquisas com mais de 4.000 pessoas realizado pela Harris Poll mostrou que as comunidades minoritárias nos Estados Unidos têm duas vezes mais probabilidade de investir em criptoativos. Cerca de 25% dos entrevistados da comunidade LGBTQ + relataram possuir criptomoedas, assim como 23% dos negros americanos e 17% dos hispano-americanos.

Em sintonia com a maior consciência sobre criptomoedas entre as comunidades minoritárias, a pesquisa mostrou que 43% dos negros americanos e 39% das comunidades LGBTQ + sofreram discriminação por parte de instituições bancárias e de empréstimo.

O CEO da Harris Poll, John Gerzema, acredita que as “novas, abertas e aparentemente menores barreiras de entrada” das criptomoedas podem ser uma das maiores razões para o aumento do interesse das comunidades minoritárias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.