Bitcoin sobe para US$ 50 mil e Solana tem novo recorde de preço durante a madrugada

Por Luiza Eiterer

Grande parte das criptomoedas amanheceram em alta nesta sexta-feira (3). Pelo segundo dia seguido, o Bitcoin apresenta alta no mercado, acumulando mais 1,12%. Às 8h, a moeda estava sendo vendida por US$ 50.074, quase US$ 3 mil a mais que no início da semana.

A Ethereum, segunda maior criptografia, estava sendo negociada a US$ 3.958, com uma alta de 4,44%.

Além disso, outras moedas também subiram na cotação. Durante a manhã, a moeda da Cardano, por exemplo, operava com alta de 0,38%, vendida por US$ 2,97, a XRP com alta de 1,53% por US$ 1,27 e a Dogecoin com alta de 0,88%, por US$ 0,29.

A Solana, que bateu um recorde histórico no último sábado, voltou a subir 26%. Às 8h, a moeda batia um novo recorde, com a cotação em US$ 138.

A capitalização de mercado global de criptografia permaneceu estável, em US $ 2,23 trilhões. Da mesma forma, o volume total do mercado de criptografia subiu para US$ 127,68 bilhões.

Bitcoin acima dos US$ 50 mil anima investidores

As últimas 24 horas foram empolgantes para os investidores em cripto. O Bitcoin ultrapassou o nível de resistência de US$ 50.000. Esta é a segunda vez nos últimos 30 dias, indicando uma presença cada vez mais otimista, como indicado Edul Patel, CEO e cofundador da Mudrex.

“A maior altcoin, Ether, também atingiu o nível de US$ 3.900. No entanto, mais tarde, a maioria dos criptos consolidou-se seguido por uma reserva de lucro menor”, acrescentou.

A valorização das criptomoedas aumentou neste ano devido ao interesse das instituições financeiras e governamentais. Além disso, a aceleração no desenvolvimento de projetos DeFi e NFTs, também contribuiu para a aquisição e movimentação do mercado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.