Mulheres pretendem comprar criptomoedas em 2022

Um estudo da BlockFi, plataforma de serviços financeiros com criptomoedas, revelou que as mulheres americanas querem comprar criptomoedas em 2022.

A plataforma pesquisou mais de 1000 mulheres americanas para saber suas opiniões em relação ao setor de ativos digitais.

A princípio, segundo a pesquisa, uma em cada três mulheres planeja investir em criptomoedas até o final do ano.

Além disso, do grupo de mulheres interessadas em ativos digitais, 60% disseram que comprarão criptomoedas nos próximos três meses.

Os dados revelados pela pesquisa apontam para um aumento gradativo do interesse feminino no criptomercado.

Até pouco tempo atrás, esse mercado era notadamente marcado pela diferença de gênero, sendo a presença masculina bem mais perceptível que a feminina nos espaços cripto.

De acordo com o estudo da BlockFi, a conscientização sobre criptomoedas entre as mulheres também está aumentando.

Nesse sentido, 92% das entrevistados admitiram já ter ouvido falar sobre bitcoin e altcoins.

No entanto, 14% das participantes acreditam que o bitcoin é um investimento apenas para o longo prazo.

De modo semelhante, 4% das mulheres veem os NFTs servindo aos mesmos propósitos de investimento para hold.

Lugar de mulher é na Blockchain

Segundo os dados da pesquisa da BlockFi, 24% das mulheres americanas afirmam já possuir ativos digitais.

Deste grupo de investidoras, 70% delas são holders, ou seja, compraram pensando no longo prazo.

O Bitcoin (BTC) é indiscutivelmente o ativo mais popular para esse grupo demográfico, pois 71% o escolheram como investimento.

A Dogecoin (DOGE), moeda muito popular nos EUA, e o segundo foco dos investimentos para 42% das mulheres

O Ethereum (ETH) ocupou a terceira posição entre elas, com 18%.

Por fim, 10% afirmaram que pretendem se candidatar a um cargo em uma empresa focada em blockchain nos próximos 12 meses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.