Bitcoin (BTC) atinge maior fechamento semanal do ano

O preço do Bitcoin (BTC) subiu rapidamente, rompendo vários níveis de resistência de curto prazo e ultrapassado US$ 47.000.

O Bitcoin valorizou significativamente durante a semana de 21 a 28 de março, criando um grande candle de alta no processo. O fechamento semanal foi o mais alto visto até agora em 2022.

Além da alta do preço, os indicadores técnicos também são de alta. O MACD, que é criado por médias móveis de curto e longo prazo (MA), está subindo e gerou sucessivas barras de impulso mais altas. Isso significa que a média de curto prazo está acelerando mais rapidamente do que a média de longo prazo.

O RSI, que é um indicador de força de tendência, está subindo e se moveu acima de 50. Este também é um sinal de uma tendência de alta. Portanto, o gráfico semanal mostra uma perspectiva geral de alta para o preço do ativo.

Rompimento atual

O gráfico diário também mostra várias características de alta. Em primeiro lugar, houve um rompimento de uma linha de tendência de baixa que estava em vigor desde 10 de fevereiro.

Em segundo lugar, o Bitcoin recuperou a área de US$ 44.400, que estava atuando como resistência desde 11 de janeiro.

O ativo agora está tentando se mover acima do nível de retração de 0,382 de Fibonacci em US$ 46.950. Se for bem-sucedido, a próxima resistência seria encontrada perto de US$ 55.540. Este é o nível de retração de 0,618.

Semelhante ao gráfico semanal, o MACD e o RSI no gráfico diário estão em alta. O MACD é positivo e o RSI está acima de 50, ambos subindo.

O gráfico de duas horas também mostra que o BTC rompeu um canal paralelo de alta antes de acelerar seu movimento atual. A alta, no entanto, foi combinada com um longo pavio superior.

Se ocorrer uma retração de curto prazo, espera-se que os níveis de US$ 45.000 e US$ 43.800 forneçam suporte. Atualmente, não há sinais de fraqueza nos gráficos de curto prazo.

Contagem de ondas do Bitcoin

A contagem de ondas mais provável indica que o Bitcoin está na onda C de uma estrutura A-B-C (preto). A onda começou em 14 de março e foi confirmada na última quarta-feira (23), quando o preço rompeu um triângulo simétrico.

A contagem de sub-ondas é mostrada em branco. Uma alta de US$ 50.700 daria às ondas A:C uma proporção de 1:1, o que é comum em tais estruturas.

A contagem alternativa sugere que o BTC está em uma série de movimentos de alta e está atualmente na onda três (preto). Ambas as contagens suportam um movimento em direção a US$ 50.700.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.